Domingos Lobo apresenta Lisboa, Modos de Habitar

Domingos Lobo
-
30 Maio '15

Lisboa, Modos de Habitar é o título do livro de Domingos Lobo que vai ser apresentado no próximo sábado, dia 30 de maio, às 21 horas, no foyer do Auditório Municipal do Fórum Cultural do Seixal.

A apresentação estará a cargo do poeta e ensaísta José Manuel de Vasconcelos e conta com a presença da intérprete e compositora pioneira da guitarra portuguesa, Luísa Amaro, e do ator Manuel Diogo. A iniciativa surge inserida no projeto Conversas com a Escrita, que traz regularmente ao Seixal vários escritores de livros recentemente lançados.

Domingos Lobo estreou-se, como ficcionista, com um dos romances considerados canónicos sobre a guerra colonial Os Navios Negreiros Não Sobem o Cuando. Seguiram-se, na ficção: Pés Nus Na Água Fria; As Máscaras Sobre o Fogo e As Lágrimas dos Vivos. É igualmente poeta, dramaturgo e ensaísta, tendo, em 2005, reunido alguns textos de crítica e intervenção literária no volume Desconstrutor de Neblinas. Tem textos de análise crítica publicados nas revistas, Vértice, Escritor, Revista Alentejo, Seara Nova, EntreLetras e Jornal do Brasil.


Sobre o livro
Lisboa, Modos de Habitar, de Domingos Lobo, reúne um significativo conjunto de poemas que levam por título lugares da cidade de Lisboa de que a memória se mostra prisioneira. Um itinerário pessoal, com algumas revisitações festivas à infância. 
Este livro de Domingos Lobo fala-nos do sentido íntimo e profundo da habitação. Traz-nos olhares, vivências e incomodidades do viver e queixas várias. 
Poemas que, como refere José Manuel de Vasconcelos no prefácio do livro, são «um balanço que só a sobriedade da idade permite, essa sobriedade que leva a que fechando as portadas da janela, voltemos para dentro de casa e olhemos a cidade num espelho que não mente (…)».

Partilhar

Está aqui