Oficina de Artes Manuel Cargaleiro

A Oficina de Artes Manuel Cargaleiro, edifício projetado pelo arquiteto Siza Vieira na Quinta da Fidalga, em Arrentela, abre ao público no dia 18 de junho de 2016.

A abertura está será marcada pela inauguração de uma exposição do mestre Manuel Cargaleiro, composta por reproduções de painéis de azulejo de oito obras emblemáticas do artista, como a fachada do Instituto Franco-Português de Lisboa ou a estação do metro de Champs Elysées-Clémenceau, de Paris.

A mostra reúne ainda trabalhos em azulejo de Siza Vieira, dando a conhecer um lado menos conhecido do arquiteto, e que terão neste espaço um lugar de destaque.

A inauguração da exposição e a abertura ao público da Oficina de Artes Manuel Cargaleiro representam um momento cultural único, não só ao nível local, mas nacional, pois trata-se de celebrar a união entre o trabalho de Manuel Cargaleiro e Álvaro Siza Vieira, dois nomes incontornáveis da arte e arquitetura portuguesas, com reconhecimento internacional.

 

Exposições, eventos e oficinas

A Oficina de Artes Manuel Cargaleiro tem por objetivo promover a arte contemporânea, em particular a obra do mestre Manuel Cargaleiro, através da realização de exposições temporárias com trabalhos seus de azulejaria, cerâmica e pintura.

Manuel Cargaleiro irá partilhar ainda obras da sua coleção de arte, resultado do seu contacto com inúmeros artistas e do seu empenho em conhecer a história cultural nacional e internacional.

Dar a voz a outros artistas e ainda promover a formação artística através de oficinas e ateliês é outro dos objetivos deste equipamento cultural.

O Serviço Educativo da Oficina de Artes Manuel Cargaleiro irá desenvolver iniciativas de promoção da arte junto dos mais novos, assegurando, no entanto, programas e atividades para uma grande variedade de públicos.

 

A ligação de Manuel Cargaleiro ao Seixal

A família de Manuel Cargaleiro instalou-se na Sobreda da Caparica em 1928, local onde o artista veio fazer dois anos de idade. O pai de Manuel Cargaleiro era dirigente agrícola, tendo sido presidente do Grémio da Lavoura de Almada e Seixal. Esta cooperativa, com sede em Cacilhas, passou a ter um edifício sedeado no Fogueteiro, concelho do Seixal.

O pai de Manuel Cargaleiro deixou-se seduzir pelo concelho, onde adquiriu alguns terrenos e se sedeou, tendo mais tarde sido o primeiro provedor da Santa Casa da Misericórdia do Seixal. Entre as memórias de infância, Manuel Cargaleiro lembra-se de ir à missa na Quinta da Fidalga. Mais tarde, recorda-se do café do Américo, no Fogueteiro, onde recebia amigos artistas e escritores, como Vieira da Silva e Arpad Szenes, tornando a localidade num centro cultural e artístico.
A sua ligação ao concelho manteve-se ao longo da sua vida. Em 1994, foi atribuído à Escola Secundária do Fogueteiro o nome de Escola Secundária Manuel Cargaleiro. «Ao princípio, não queria. Mas hoje gosto, até tenho vaidade, digo que é a minha escola», afirma. 

Em 1999, foi-lhe atribuída pela Câmara Municipal do Seixal a Medalha de Honra e, no ano seguinte, Manuel Cargaleiro criou um grande painel de azulejos para a escola secundária com o seu nome. Foi lá que realizou ainda as exposições Obra Gravada, em 2010, no 25.º aniversário da escola, e 7 Gravuras, 7 Cidades, em 2013, integrada nas comemorações do seu 86.º aniversário.

Em 2014, Manuel Cargaleiro faz a visita inaugural ao edifício Oficina de Artes Manuel Cargaleiro, na Quinta da
Fidalga.

Oficina de Artes Manuel Cargaleiro
Avenida da República 2571, Arrentela
2840-741 Seixal
Tel.: 210 976 108
Email

 

Horário
Terça-feira a sábado, das 10 às 17 horas (horário de inverno) e das 10 às 18 horas (horário de verão)
Encerrado de 16 a 31 de agosto

Partilhar

Está aqui