«O Urso» – 33.º Festival de Teatro do Seixal

  • 18
    Sexta-feira
    Novembro 2016
21.30 h

Pelo grupo de teatro Pano Cru.

Texto original (1888): Anton Tchekhov.

Encenação: Isilda Paulo.

Atores: André Dias, Gonçalo Afonso, Inês Dias, Isilda Paulo, Pedro Taveira, Rute Silva, Cristina Taveira.
 

Sinopse

O Urso é uma pequena pérola de elegante humor no meio da gigantesca obra de Tchekov. Foi estreada pela primeira vez em Portugal, a 8 de junho de 1949, pelo Grupo de Teatro dirigido por Manuela Porto.

Fiel, por convenção e preconceito, ao defunto marido, que em vida a tinha traído e esbanjado a sua fortuna, a viúva desta peça, logo que lhe surge oportunidade, aceita, num ápice, casar com outro. O credor, arrogante e desconfiado das graças femininas, mas preso aos seus encantos, logo se apaixona pela inflamável senhora. A juventude e natureza de pronto vencem todas as barreiras, como é natural e desejável.

O resultado final dá-nos uma peça de teatro crítica das convenções, bem-humorada e irónica, um verdadeiro prazer para quem a faz, para quem a encena e para quem a vê.


Notas sobre Anton Tchekhov

Anton Pavlovitch Tchekov nasceu em 17 de janeiro de 1860, em Taganrog, e morreu em Badenweiler, a 14 de julho de 1904, com apenas 44 anos. Editou vários romances e contos. Como dramaturgo as suas peças mais conhecidas são: A Gaivota, o Ginjal, Platonov, As 3 Irmãs e o Tio Vânia. O seu teatro que descreve a vida quotidiana da aristocracia russa possuidora de terras, ficará indelevelmente ligado a um delicado realismo poético, único e brilhante, que estava muito à frente do seu tempo. Ainda hoje as suas personagens são verdadeiros desafios para os atores tal a sua ambiguidade e finura.

O teatro de Tchekov é único e qualquer apreciador da arte de representar deve orgulhar-se e empenhar-se a tentar dar-lhe corpo.

Público-alvo
Geral
Local
Associação de Amigos do Pinhal General

Telefone 210 976 103

Preço
Entrada livre
Adicionar evento

Está aqui